Img nav

No dia em que se assinala o dia Mundial de luta contra a Sida, o Comité de Coordenação do Combate a Sida em articulação com o Ministério da Saúde e outras instituições realizaram um conjunto de actividades em todo o país.

Este ano, a efeméride é comemorada sob o lema ”Juntos rumo a zero: zero novas infecções, zero discriminações, zero mortos por SIDA”. O acto central teve lugar no dia 1 de Dezembro, no Convento São Francisco, concelho da Ribeira Grande de Santiago.

A cerimónia foi presidida por S.E. a Ministra Adjunta e da Saúde, Dra. Cristina Fontes Lima, na presença do Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago, Manuel de Pina, da Representante/Presidente Adjunta das Nações Unidas, Narjess Saidane, do Secretário do Comité de Coordenação do combate a Sida, José António dos Reis e do Presidente da Rede Nacional de Seropositivos, Daniel Delgado e com a ilustre presença da Primeira dama.

Para a Ministra Adjunta e da Saúde, até 2015 espera -se conseguir atingir os zeros “sonhamos com zero novas infecções, zero discriminações, zero mortos por SIDA, pois a situação está melhorando e a taxa de prevalência é de 8.0%”.

O Ministério procura mobilizar meios para dar resposta às necessidades afirma a Ministra “sem um djunta-mon de toda a humanidade não seria possível conseguirmos medicamentos..." “para que possamos funcionar eficientemente sugiro que  devemos continuar empenhados para que o dinheiro que nos é disponibilizado ser efectivamente destinado a aqueles que realmente necessitam”.

Em todo o país os portadores de VIH Sida tem tratamento garantido “estamos neste momento a trabalhar muito mais em direcção à meta das novas infecções, porque continuamos a ter infelizmente práticas e comportamentos nomeadamente dos jovens e dos homens que merecem um trabalho mais detalhado” Assegura a Ministra.

“há uma necessidade de conhecer melhor os dados, os fenómenos e as melhores medidas para atingir as diferentes populações” apesar dos resultados serem positivos existe ainda um enorme caminho a percorrer sublinha, o representante das Nações Unidas.

Segundo o Secretário do Comité de Coordenação do Combate a Sida, José António dos Reis, a população está bem informada sobre o VIH Sida, mas ainda não comporta da melhor forma “o problema de VIH é um problema de comportamento e é sobre esse ângulo que temos de trabalhar de forma continuada, não querendo ter resultados de imediato uma vez que a mudança de comportamento opera a longo prazo".

O presidente da rede nacional dos seropositivos mostrou estar preocupado com a situação dos portadores em Cabo Verde e diz que “os seropositivos devem estar activamente engajados nesta luta” lamenta ter constatado que ainda existem portadores que são discriminados e maltratados pela sociedade.

O Sr. Réné Charles Sylva, do Instituto Nacional de Estatística, apresentou durante a cerimónia o "Inquérito aos Indicadores de Prevenção do VIH-SIDA 2012”.

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2017 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.